Projeto Instigar
Projeto Instigar - HomeAtendimento ClínicoGruposEmpresasCiclo Viver CriativoPalestras & OficinasArtigos
Adolescentes
Conflitos
Depressão
Destrutividade
Escolhas
Resiliência
Relacionamentos
Tratamento
Viver Criativamente
Empresa no Divã
Assédio Moral
Depressão e Trabalho
Manter-se Saudável
Estado Emocional
Empreendedor no Divã
Empreendedorismo
Transformações Grupo
Histórico de Eventos
Próximos Encontros
Inscrição
Histórico de Eventos


Workshop: Viver Criativamente

O viver criativo não demanda nenhum talento especial como a criação nas artes. O viver criativo tem a ver com a noção da presença daquilo que mais nos caracteriza como humanos: a impregnação da realidade com nosso toque pessoal.” - Sérgio Franco falando a respeito do conceito de criatividade do psicanalista Winnicott.

O objetivo deste evento é discutir sobre como a capacidade de tolerar frustrações abre (ou não!) a possibilidade do aparecimento de um saber, ou de um pensamento, e sobre como este pensamento pode se transformar em um ato criativo.

E você? Tem exercitado o seu pensamento criativo?
 Você vive criativamente? 


Workshop: Sua destrutividade em questão

Muitas pessoas não se dão conta do grau de destrutividade inato que carregam consigo. E, em função disto, reincidentemente sofrem em função dos desdobramentos e das consequencias desta destrutividade, sem compreender qual é a sua contribuição efetiva neste processo.

Tais pessoas inconscientemente permanecem em estado de guerra com os outros ou, em alguns casos, consigo mesmo. O resultado prático deste “estado de guerra inconsciente” é uma coleção infindável de relacionamentos, trabalhos, vínculos, projetos, iniciativas, etc... total ou parcialmente fragilizados, danificados, minados:  destruídos.

Usando como referência a polêmica teoria da psicanalista inglesa Melanie Klein, neste workshop discutiremos sobre como a destrutividade é o ponto originário do ser humano. 

E você? Como você percebe a sua própria destrutividade?


Psicanálise aplicada às Empresas

Imaginando que fosse possível uma empresa deitar-se no divã para falar sobre os seus sofrimentos psíquicos e emocionais, o que ela nos diria?

Obviamente que a empresa é incapaz de “falar”, porém grupos de colaboradores podem dar voz à questões institucionais (geralmente veladas), denunciadas por sintomas que interferem no bom andamento do trabalho das equipes, e, por consequencia, que afetam os resultados da empresa.

O objetivo deste evento é discutir como a psicanálise aplicada pode ser utilizada como instrumento de intervenção tanto para repensar questões institucionais, quanto para proporcionar possibilidades de mudança aos grupos de pessoas que fundamentalmente constituem as empresas.


O Executivo e a Resiliência

Durante os eventos realizados na Semana Global de Empreendedorismo do ano passado, um dos assuntos que mais gerou questionamentos e interesse por parte dos participantes foi sobre a Resiliência, ou, em outras palavras, sobre a capacidade de tolerância a frustrações. Em função disto, tomamos a decisão de realizar uma palestra/oficina focada neste assunto. 

Resiliência é um termo da física que significa: “Propriedade pela qual a energia armazenada em um corpo deformado é devolvida quando cessa a tensão causadora da deformação elástica.”

Se emprestarmos este termo para o mundo psíquico dos executivos de empresas: Qual é a sua tolerância à frustrações? Qual é o seu tempo limite para reagir à frustrações? E exatamente como você reage?  Qual é a sua capacidade de recuperação?

O objetivo da primeira parte deste encontro é analisar e discutir sobre os mecanismos psíquicos envolvidos nestas questões, focadas no ambiente de negócios. Na segunda parte do encontro, os participantes serão convidados à construir um conhecimento grupal sobre formas mais saudáveis de se lidar com tudo isto.


Como você se relaciona com as suas VERDADES PESSOAIS?

O homem é um ser que, tendo um conflito com a verdade, mente para si mesmo.”
W. Bion

Esta frase condensa a teoria elaborada pelo psicanalista Bion,
onde afirma que o conflito fundamental do ser humano é com a verdade: seja a verdade da própria condição humana, seja a verdade das suas características, seja a verdade sobre os seus vínculos, etc...

Conflito este que o faz negar a realidade, se apegar à ilusões, etc...

E você? Como você se relaciona com as suas verdades pessoais? Inconscientemente você costuma mentir para si mesmo?

Este evento discutiu  sobre formas patológicas e formas saudáveis de se relacionar com as suas verdades pessoais. 



A arte de conviver com filhos adolescentes

Com uma certa frequencia, pais buscam apoio psicanalítico com a expectativa de resolver questões dos “filhos adolescentes problemáticos”.

Porém, até que ponto tais questões não residem nas dificuldades dos próprios pais, em dar sustentação a este complexo processo que seus filhos estão vivenciando?

Neste sentido, talvez refletir a respeito de algumas questões psíquicas comuns a todos adolescentes, possa ajudar estes pais a sofrerem menos ao servir de apoio efetivo para a transição destes jovens à fase adulta.

Este evento estará discutindo sobre a adolescência bem como sobre questões psíquicas comuns nesta fase, sob a perspectiva da psicanálise.

 



Transformações de Grupos via Psicanálise

O processo de escuta psicanalítica tem sido utilizado como um importante instrumento de transformação de grupos de trabalho.

Isto se dá a partir da análise das
práticas e dos discursos dos seus integrantes, bem como da capacitação subjetiva dos mesmos frente às diversas questões e dificuldades identificadas, o que efetivamente possibilita tal transformação.

Trabalhando questões como, por exemplo: relações de poder, resistência à mudanças, conflitos entre discurso e prática,
situações repetitivas, impotência frente à problemas complexos, problemas de relacionamento, dificuldades de diálogo do grupo, papéis involuntariamente assumidos, etc

O objetivo deste evento é discutir sobre a contribuição efetiva da psicanálise na produção de um conhecimento grupal que possa transformar a realidade
vivenciada por cada grupo.


Você está satisfeito com as suas ESCOLHAS?

Somos o resultado de inúmeras escolhas que tomamos no decorrer da vida. Algumas delas são racionais e práticas, outras circunstanciais, outras são escolhas emocionais, e muitas destas, escolhas inconscientes. Independente da natureza, muitas destas escolhas nos conduzem a situações desconfortáveis que geram sofrimentos. O próprio processo de escolha muitas vezes gera sofrimento, seja em função de medos, riscos envolvidos, expectativas, frustrações passadas, omissões, influências externas, obstáculos, ansiedades, ilusões, etc...

O objetivo desta palestra é discutir sobre escolhas sob a perspectiva psicanalítica, abordando os seguintes tópicos:

  • Quais são os fatores envolvidos nos processos de escolha
  • A diferença entre escolhas conscientes e escolhas inconscientes
  • Diferentes tipos de dificuldades nos processo de escolha
  • Afetos que interferem nos processos de escolha
  • Consequencias indesejadas de escolhas inconscientes
  • Como transformar processos de escolhas




Confira outros trechos curtos em vídeo, preparados pela ePress Comunicação, e veiculados no blog do Wall Street Institute:


Você tem exercitado a sua RESILIÊNCIA psíquica?

Resiliência é um termo da física que significa: “Propriedade pela qual a energia armazenada em um corpo deformado é devolvida quando cessa a tensão causadora da deformação elástica.”

Se emprestarmos este termo para o mundo psíquico: Qual é a sua tolerância à frustrações? Qual é o seu tempo limite para reagir à frustrações? E exatamente como você reage? Qual é a sua capacidade de recuperação?

O objetivo deste evento é analisar e discutir sobre os mecanismos psíquicos envolvidos nestas questões.


TEMPESTADE EMOCIONAL nos relacionamentos

O psicanalista e autor W. Bion afirma que: “quando duas pessoas se encontram, se cria uma tempestade emocional; mas, já que elas se encontraram, e uma vez que esta tempestade emocional já ocorreu, as duas partes devem decidir ‘como tornar proveitoso um mau negócio’.”

E você? Como você lida com as situações de “tempestade emocional” nos seus relacionamentos?

Usando este autor como ponto referencial inicial, o objetivo deste evento é refletir sobre as dificuldades que se apresentam diante de situações de intensa turbulência emocional nos diferentes tipos de relacionamentos, bem como discutir sobre as possibilidades de transformação.


EMPRESA no Divã

Imaginando que fosse possível uma empresa deitar-se no divã para falar sobre os seus sofrimentos psíquicos e emocionais, o que ela nos diria?

Obviamente que a empresa é incapaz de “falar”, porém grupos de colaboradores podem dar voz à questões institucionais (geralmente veladas), denunciadas por sintomas que interferem no bom andamento do trabalho das equipes, e, por consequencia, que afetam os resultados da empresa.

O objetivo deste evento é discutir como a psicanálise aplicada pode ser utilizada como instrumento de intervenção tanto para repensar questões institucionais, quanto para proporcionar possibilidades de mudança aos grupos de pessoas que fundamentalmente constituem as empresas.



Como você lida com CONFLITOS?

A palavra “conflito” geralmente remete ao choque de opiniões, ou mesmo ao confronto de objetivos diferentes, entre 2 pessoas (ou instituições, ou grupos, etc...) Diversas técnicas de gestão de conflitos existem para ajudar na mediação de tais situações. 

Porém, e quando este confronto ou choque ocorre dentro de uma única pessoa? Você já observou como são os desdobramentos dos seus próprios “conflitos internos”? O que ocorre EM VOCÊ quando exigências internas contraditórias se colocam em conflito? Independente se o conflito é latente ou manifesto, se não for compreendido e elaborado, ele pode traduzir-se pela formação de sintomas, ansiedades, perturbações, etc...

O objetivo deste evento é discutir sobre conflitos internos, e entender porque a psicanálise considera o conflito como constitutivo do ser humano


Outubro Rosa: como lidar com os fantasmas do câncer?
 

Outubro Rosa é o nome de um movimento mundial de luta contra o câncer de mama, com diversas mobilizações de conscientização a respeito da importância do diagnóstico precoce e tratamento da doença.

Dentro deste contexto, o Projeto Instigar realizou m evento para pensar e discutir sobre questões emocionais relacionadas ao câncer. Questões emocionais tanto de pessoas afetadas direta, como também indiretamente pelo câncer, como familiares e amigos.

Este foi um evento diferente dos demais já realizados no Projeto Instigar. Usualmente a troca entre os participantes se inicia após uma apresentação teórica psicanalítica sobre o tema escolhido. Desta vez, o ponto de partida para as discussões foi escutar o depoimento de uma convidada especial que vivenciou o câncer de mama anos atrás.

Irene Yovanos, que enfrentou o câncer de mama quando tinha 35 anos de idade, relatou neste evento como foi a sua experiência pessoal e vitória no seu processo de enfrentamento e recuperação sobre a doença.

O objetivo deste evento não foi realizar uma análise da Irene, e sim realizar trocas entre os participantes, falando abertamente sobre o assunto, a partir tanto do depoimento da nossa convidada especial, como também a partir das questões levantadas pelos participantes do grupo em função das suas próprias experiências. O grupo como um espaço dinâmico para escutar, falar, identificar, se defrontar, questionar, pensar, discutir e elaborar sobre as questões emocionais relacionadas ao câncer.

O objetivo deste grupo foi construir um aprendizado grupal a respeito de como lidar com as questões emocionais relacionadas ao câncer.


Palestra sobre o Grupo Operativo Ansiedade

Perspectiva Psicanalítica
Conduzida por: Débora Andrade


Periodicamente são realizados Grupos Operativos sobre algum determinado tema. Nesta palestra de divulgação, os participantes têm uma oportunidade para conhecer um pouco mais sobre como é o funcionamento de um Grupo Operativo, bem como para esclarecer as suas dúvidas relacionadas a esta atividade. Desta forma, obtendo mais subsídios para decidir se vão ou não participar dos grupos.




Influência do Estado Emocional na Vida Profissional

Perspectiva Psicanalítica
Conduzida por: Débora Andrade

O foco da reflexão será em torno das ESCOLHAS constantemente realizadas dentro da vida profissional. Não simplesmente a escolha da carreira profissional em si, mas, muito mais do que isto: as escolhas realizadas diariamente.

Omissões e constantes postergações de decisões que interferem no desenvolvimento da sua vida profissional também são escolhas: escolhas ditas inconscientes. Como o estado do seu equilíbrio emocional tem interferido nestas "escolhas inconscientes"?

Como o estado do seu equilíbrio emocional tem influenciado o desenvolvimento da sua vida profissional?

Venha refletir, nesta palestra (com a perspectiva psicanalítica como pano de fundo), sobre como o seu estado emocional interfere nas suas ESCOLHAS e no desenvolvimento da sua VIDA PROFISSIONAL.

 


Como é o Tratamento Psicanalítico?

Perspectiva Psicanalítica
Conduzida por: Débora Andrade

 

Dentre tantas possibilidades de tratamento disponíveis, como saber se a psicanálise é a opção mais adequada para você?
O objetivo desta palestra é esclarecer como funciona um tratamento seguindo a abordagem psicanalítica, e desmistificar certos estereótipos e preconceitos em torno desta ciência.


 



Depressão

Perspectiva Psicanalítica
Conduzida por: Débora Andrade


 "As metáforas produzidas para se imaginar a depressão inevitavelmente remetem ao frio, ao silêncio gelado, ao desaparecimento aparente de qualquer vida...  uma solidão absoluta, de onde teriam desaparecido emoções, desejos e sentimentos, como se a vida tivesse parado." 
Pierre Fédida


Depressão é um assunto que, direta ou indiretamente, atinge a todos. Ou por ter experimentado, ou ter convivido com alguém que passou por uma depressão. Ou, quem sabe, que ainda vivencia !

O que é depressão? Por que entramos em depressão? Como sair de uma depressão? O que fazer quando suspeitamos que alguém que amamos está em depressão?

Certamente o assunto não se esgota por aí, e existiria a possibilidade de inúmeras palestras dedicadas exclusivamente a este assunto... mas este não deixa de ser um começo para uma reflexão sobre DEPRESSÃO.

O objetivo desta palestra é discutir sobre a depressão, usando a  perspectiva psicanalítica como alicerce.


Manifestações do Inconsciente

Perspectiva Psicanalítica
Workshop conduzido por Débora Andrade


A psicanálise é uma ciência que está baseada no estudo do inconsciente.

Durante o processo de criação da psicanálise, Freud observou e constatou que muitos desejos são reprimidos no inconsciente em função de interdições. Porém, apesar de estarem reprimidos, tais desejos continuam exercendo uma força pulsional muito intensa no nosso inconsciente.

E, eventualmente somos surpreendidos por algumas manifestações deste inconsciente através de, por exemplo: lapsos, atos falhos, sonhos, etc. Outras vezes, nos pegamos em contradições entre nossas palavras e nossos atos. Entre o que conscientemente “dizemos querer fazer”, e o que inconscientemente “efetivamente fazemos”.

E muitas destas manifestações e constatações, quando ocorrem, “assustam” o nosso “pensar consciente”.

Como são as manifestações do inconsciente em você?

Venha refletir, neste workshop sob a perspectiva psicanalítica, sobre o que estas manifestações do inconsciente dizem a seu respeito.


ANSIEDADE na Vida Profissional

Perspectiva Psicanalítica
Workshop conduzido por Débora Andrade

A ansiedade surge originalmente como uma reação a um estado de perigo, e é reproduzida sempre que um estado desta espécie se repete.”

Sigmund Freud

Isto é facilmente compreensível quando há a iminência de um perigo externo real. Porém, inúmeras vezes (se não na maioria delas...), a ansiedade manifesta-se em função “perigos internos”...

Você já parou para pensar em quais são os reflexos, na sua vida profissional, das suas manifestações de ansiedade?

Algumas das sensações físicas envolvidas na ansiedade, em gradações diferentes dependendo da pessoa: taquicardia, respiração ofegante, tremores, sudorese, perda do controle sobre os esfíncteres, vertigem, alterações no sono, alterações no apetite, etc.

Tudo isto envolto em uma intensa preocupação com o que está por acontecer... com a aceleração do pensamento, se “pré-ocupando” com todos os fechamentos e consequências possíveis para aquela determinada situação.

O objetivo desta palestra é discutir sobre os processos e mecanismos psíquicos que estão envolvidos na ansiedade. 


Tai Chi Chuan e SERENIDADE: Lidando com as escolhas

Filosofias Orientais que contribuem no processo de reflexão pessoal
Workshop conduzido pela convidada Jeanne KUK

O Tai Chi Chuan é uma técnica corporal que utiliza um princípio chinês, o Tai chi, nos seus movimentos que foca o equilíbrio entre as polaridades em todos os níveis como o dia e a noite, a alegria e a tristeza, o estresse e o relaxamento. O Autocuidado é estar em sintonia com este equilíbrio de maneira autônoma, livre e responsável através das escolhas que fazemos. Assim o Tai Chi Chuan é uma ferramenta para desenvolvermos o Autocuidado através do corpo de maneira a atingir não apenas o equilíbrio físico como o mental e emocional. 


Yoga, Ayurveda e os mistérios da Índia  

Filosofias Orientais que contribuem no processo de reflexão pessoal
Workshop conduzido pela convidada Débora RISCH

Retornando de uma temporada de trabalho no Instituto de Ayurveda e Panchakarma de Kanur (em Kerala, na Índia), Débora RISCH estará compartilhando, neste workshop, sobre como o Yoga e o Ayurveda podem contribuir para o processo de reflexão e cuidados pessoais. Em função de sua recente estada na Índia, estará dando especial foco em suas experiências trabalhando no hospital de Kanur, e em como os Indianos aplicam estes conhecimentos no seu dia a dia.

Esta milenar filosofia, Ayurveda, significa: conhecimento (veda) da vida (ayu). Através de uma abordagem da natureza humana, busca a cura, a prevenção e a longevidade mediante uma vida naturalmente equilibrada. O conhecimento dos alimentos, aromas, cores, Yoga e estilos de vida saudáveis são a base da Ayurveda.


O que a Psicanálise, o Aikido, o Tai Chi Chuan e o Yoga têm em comum?  


Durante o ano de 2006 foram realizados no Projeto Instigar diversos workshops sob a perspectiva psicanalítica. Além disto, alguns especialistas foram convidados para conduzir diferentes workshops sob o macro-tema "Filosofias Orientais que contribuem no processo de reflexão pessoal." 
A proposta do último encontro do ano, realizando o encerramento de 2006, foi de reunir a maioria destes especialistas para um bate-papo informal, com o objetivo de traçar aspectos em comum entre estas práticas...
Para começar, certamente todas as quatro estão alinhadas com a definição de saúde da Organização Mundial da Saúde: "Saúde é bem estar físico, emocional e social, e não meramente a ausência de doença."


Como são os seus relacionamentos? 

Perspectiva Psicanalítica
Workshop conduzido por Débora Andrade

As formas com as quais você estabelece vínculos com outras pessoas, dizem muito a seu respeito... Em especial nos relacionamentos amorosos - tanto os ligados ao parceiro amoroso, quanto a alguém que ame muito (ou, talvez, que odeie muito): filhos, pais, amigos, etc... Não somente estes, como também os vínculos construídos em todos os tipos de relacionamentos na vida: profissionais, atividades, etc. Como você estabelece os seus vínculos?


Yoga e Confiança 

Filosofias Orientais que contribuem no processo de reflexão pessoal
Workshop conduzido pela convidada Débora RISCH

O mistério do presente está em vivê-lo intensamente, curtir e sentir cada instante da nossa vida. Estar presente em cada ato, em cada gesto em cada ação é o principal propósito do Yoga. Onde, a partir disto, podemos nos desprender de reminiscências do nosso passodo, e de expectativas e medos relacionados ao nosso futuro. Quebrando as ilusões, nos tornamos pessoas confiantes e seguras no nosso presente. 


Ansiedade 

Perspectiva Psicanalítica
Workshop conduzido por Débora Andrade

"A ansiedade surge originalmente como uma reação a um estado de perigo, e é reproduzida sempre que um estado desta espécie se repete." S.Freud
Isto é facilmente compreensível quando há a iminência de um perigo externo real. Porém, inúmeras vezes (se não na maioria delas...), a ansiedade manifesta-se em função de "perigos internos", psíquicos... Como são as manifestações de ansiedade em você? Quais são os reflexos disto na sua vida?
 


Tai Chi Chuan e Autocuidado 

Filosofias Orientais que contribuem no processo de reflexão pessoal
Workshop conduzido pela convidada Jeanne KUK

O Tai Chi Chuan é uma técnica corporal que utiliza um princípio chinês, o Tai chi, nos seus movimentos que foca o equilíbrio entre as polaridades em todos os níveis como o dia e a noite, a alegria e a tristeza, o estresse e o relaxamento. O Autocuidado é estar em sintonia com este equilíbrio de maneira autônoma, livre e responsável através das escolhas que fazemos. Assim o Tai Chi Chuan é uma ferramenta para desenvolvermos o Autocuidado através do corpo de maneira a atingir não apenas o equilíbrio físico como o mental e emocional. 


Esperança e Confiança 

Perspectiva Psicanalítica
Workshop conduzido por Débora Andrade

Dois dos aspectos utilizados em psicanálise posicionam: o desamparo - que é eterno - como condição do ser humano. E sendo ele eterno, o que pode mudar são apenas as formas de se lidar com ele. O segundo, interlgado ao anterior, diz respeito à "cura" psicanalítica como sendo a desilusão - a quebra das ilusões. Mas, quão árida não seria a vida, se pensássemos simplesmente em total quebra de ilusões e, em desamparo como condição do ser humano? Buscar formas menos sofridas de se lidar com tudo isto, exige esperança e confiança... 


Aikido e Relacionamentos

Filosofias Orientais que contribuem no processo de reflexão pessoal
Workshop conduzido pelo convidado Eduardo SHIMAHARA

AI - Harmonia, KI - Energia Vital, DO - Caminho, Filosofia
Aikido, uma arte marcial de origem japonesa baseada em princípios puramente defensivos, com foco na harmonia entre seres humanos. O que esta arte tem a ver com a evolução das pessoas? Com as relações pessoais?
 


Convidados

O Projeto Instigar também abre as suas portas para que profissionais de outras áreas de conhecimento realizem workshop, fazendo desta forma uma interlocução com a psicanálise.

Confira abaixo o perfil dos palestrantes convidados que já conduziram palestras e workshops que estão descritas no Histórico de Eventos do Projeto Instigar:

Débora RISCH  

Professora de Yoga, formada pelo Purna Yoga Asharam do Brasil, trabalha há cinco anos na área em escolas, academias e centros clínicos. Formada em Educação Física na PUC, atua na área de ginástica postural.
Com formação em Reiki, Quiropraxia e Eutonia expandiu sua área de atuação com o Ayurveda. Formada como terapeuta em Ayurveda, pela clínica Dhanvantari de São Paulo e pelo Institudo de Ayurveda e Panchakarma de Kanur, Kerala, Indía.
  

Jeanne Kuk

Licenciada em Educação Física na USP. Ensina TAI CHI CHUAN e LIAN GONG (técnicas corporais de origem chinesa) desde 1986 para adultos e idosos. Atualmente ministra aulas para grupos no Centro cultural do diretório central dos estudantes da UNIFESP. É palestrante da UATI/UNIFESP – Universidade Aberta da Terceira Idade da UNIFESP, com temas sobre o Tai chi chuan, técnicas de relaxamento e auto massagem. Desenvolve projetos na área de educação e saúde com o programa AUTOCUIDADO adaptado também para crianças, deficientes físicos e na área da psiquiatria.

Eduardo Shimahara  

Engenheiro Mecânico formado pela F.E.I. em 1995, atuou no setor automotivo por 9 anos (dentre eles dois anos em Paris-França) como gerente de projetos de iluminação veicular. Pratica AIKIDO há 15 anos, tendo atualmente a graduação de faixa preta 3º grau. É coordenador de um projeto social que ensina Aikido a 100 crianças de uma comunidade de baixa renda da zona sul de São Paulo. Tem como Hobby a corrida, o mergulho autônomo (com cilindro de ar) e a gastronomia.


11001100101000001000100010000000110000001000100011000000111111111000100010101010110000001100000011111111100010001100110010001000

Projeto Instigar - HomeAtendimento ClínicoGruposEmpresasCiclo Viver CriativoPalestras & OficinasArtigos